segunda-feira, 9 de agosto de 2010

TEXTO MUITO INTERESSANTE, QUE TIREI DA REVISTA MARIE CLAIRE!

Amigos e amigas, neste sabado, lendo a revista Marie Claire 232, julho/2010, achei um texto interessantissimo, intitulado POR QUE O MUNDO DANCA? Sao 4 opinioes diferentes sobre o tema proposto, segue abaixo o texto na integra:

PARA FICAR MAIS INTELIGENTE (Ivaldo Bertazzo, coreografo e diretor da Escola do Movimento):
`O movimento eh essencial para o corpo se manter organizado. Do contrario, ele desaba. E o movimento nada mais eh do que a luta contra a gravidade. Funciona assim para qualquer bicho. Mas para os humanos eh mais dificil, pois nossa locomocao bipede nos torna mais instaveis do que qualquer outro animal. O movimento tambem eh importante porque serve como um estimulo para nosso sistema nervoso manter-se sempre a procura de seu centro de gravidade.
Entao, imagine o que a danca faz por nos. Um bebe, que sequer comecou a andar, ja se balanca quando ouve uma vibracao. Nele ha um desejo intrinseco de brincar com seu centro de gravidade e de desafiar o cerebro a encontra-lo. Responder a um ritmo, portanto, eh uma necessidade anterior a tudo. Para conseguir dancar, precisa ainda mais do que isso: eh necessario administrar os movimentos do corpo. Soh desse jeito se consegue enfrentar cadencia e locomocao ao mesmo tempo. Quando isso acontece, eh como se o corpo fosse mais rapido que o pensamento.
Por que sentimos prazer quando dancamos numa festa ou numa danceteria? Quando fazemos issto, estamos abrindo o reduzido leque de movimentos que fazemos no dia a dia. Ele eh tao pequeno e cheio de objetividade que precisamos amplia-lo. Nesses momentos, ainda estimulamos o sistema nervoso. Dancar tambem eh isso: um exercicio para ficar mais inteligente.`

O RITMO ESTAH DENTRO DO HOMEM (Rodrigo Pederneiras, coreografo do Grupo Corpo):
`Como manifestacao cultural, os motivos que nos levam a dancar sempre foram diversos: as sociedades dancam para comemorar ou para pedir uma boa colheira, para celebrar um nascimento ou homenagear um morto. Como arte, porem, acho que a danca pode mudar as pessoas. Quando percebemos o que podemos fazer com o corpo, olhamos para nossos limites com um horizonte maior. Tambem por ser poderosa como toda arte, a danca nos dah completude. Acredito que ate mais do que outras formas de expressao. A danca eh intrinseca ao ritmo, comeca com a pulsacao. E o pulso eh intrinseco ao ser humano, vem de dentro do nosso corpo`.

MOVIMENTOS TEM CONHECIMENTO (Elisabeth Zimmerman, professora de Psicologia do Desenvolvimento aplicada a Danca, na Unicamp):
`Sera que o corpo possui inteligencia propria quando danca ou eh completamente subordinado a um comando do nosso cerebro? Acredito que ele possui, sim, um conhecimento proprio. Carrega consigo uma memoria mais antiga de que nos mesmos, registros que nao estao nas nossas lembrancas e vao alem da historia pessoal. Eh isso que faz com que saibamos agir mesmo quando nao nos foi ensinado - assim acontece, por exemplo, em situacoes de defesa, agressao, reproducao, ou mesmo em processos criativos, como a danca.
Por que gostamos de dancar? O corpo eh a casa onde moramos. E, quanto mais a vontade estamos nele, maior eh o nosso bem-estar. Dancar eh, metaforicamente, um estado similar ao que tinhamos quando eramos bebes e viviamos quase exclusivamente como corpo. Assim, de certo modo, ao dancar recriamos aquela atmosfera, quando a relacao com nossa mae proporcionava um estado de plenitude. Essa sensacao tambem acontece porque a danca possibilita a conversa entre o lado externo do corpo (tamanho, peso, postura, pele, etc.) e a nossa realidade interna, representada por nossas sensacoes, sentimentos, percepcoes e memorias. Eh por isso que, ao observarmos pessoas absorvidas pela acao de dancar, tudo parece estar conectado para elas`.

O CORPO EH UM ARQUIVO VIVO (Giselle Guilhon, professora no curso de Licenciatura Plena em Danca na Universidade Federal do Para):
`Se o homem descende, de fato, dos macacos, em algum momento da sua evolucao ele esticou sua coluna e assumiu uma postura ereta. Essa mudanca em seu corpo trouxe varias outras, como o crescimento do cerebro e o aparecimento dos gestos e da fala. A danca pode ser vista como resultado dessa sofisticacao. Ela vem da necessidade de comunicar alguma coisa ou comunicar com algo. Dancamos por razoes diversas: para expressar desejos, sentimentos, para contestar, seduzir ou mesmo para mostrar resistencia. Nesse caso, o corpo, como um arquivo vivo, transforma-se numa especie de deposito onde guardamos memorias da nossa identidade. Os ciganos sao uma boa prova disso. Embora estejam espalhados pelo mundo, eles preservam elementos culturais - dancas, musicas, figurinos. Poderiamos, nesse sentido, afirmar que, quando os ciganos dancam, estao restaurando o comportamento de seus ancestrais. Dancas sao memorias em acao. Elas tambem refletem valores: eticos, esteticos, morais, religiosos, sociais. Os bailes da Corte europeia, por exemplo, transmitiam e revelavam toda a pompa daquele universo. Entre outras coisas, a danca dos nobres mostrava o padrao considerado elegante para as mulheres (um corpo delicado e longilineo), a maneira como as relacoes aconteciam (os homens cortejavam as mocas e nao o contrario) e ate o jeito como as pessoas deveriam gesticular. Quando um rei visitava outro, a danca era o primeiro cartao de visitas da corte anfitria. O ser humano nao consegue operar com eficacia numa determinada cultura sem entender seu codigos. Quanto mais complexa ela for, maior sera a variedade desses codigos. A danca pode funcionar como um codigo especifico e eficaz para transitar num contexto`.

Nenhum comentário: